segunda-feira, 31 de julho de 2017

Socialite casou com bênçãos do Papai do Chão

 Foi o casamento do ano! Em 1967 a socialite Judith Case e o jornalista John Raymond subiram ao altar para dizer o “sim”, mas não em qualquer altar, era o altar da recém inaugurada Church of Satan em São Francisco na Califórnia.
A imprensa foi em peso cobrir o grande dia, embora os próprios noivos, que riam muito, não pareciam lá muito féis. Existe o vídeo (que você assiste abaixo ou neste link com melhor qualidade) da cerimônia.

Fundada por Anton LaVey (que usava uma fantasia de capeta carnavalesca) um ano antes, a ocasião serviu principalmente para divulgar a igreja satanista. Os pombinhos casaram de novo no dia seguinte numa igreja convencional.
Para entender o contexto da época, em 1966 a revista Time trouxe em sua edição de abril a polêmica capa “Is God Dead?”. No chamado “Ano 1” (dia 6 do mês 6 de 1966) nasceria o Anticristo - o que parece não ter muita relação com a igreja de Lavey já que sua igreja não acredita no Diabo, nem numa noção cristã ou islâmica de Satanás, mas podemos vislumbrar o que acontecia no inconsciente coletivo.

O filme O Bebê de Rosemary (Rosemary’s Baby, 1968 de Roman Polanski) foi rodado alguns anos depois, mas preserva a mitologia da data (6/6 de 1966). Tanto que Rosemary encontra  essa edição especifica na sala de espera do médico.
Anton LaVey seguiu atraindo curiosos e celebridades de Hollywood para sua religião, conforme você confere neste outro post.  Seguindo os preceitos de uma bíblia própria, a Igreja de Satã ainda existe, se tornou uma organização religiosa internacional com sede em Nova York.

Veja também:
O avesso da cena: Dirigindo Rosemary
Ano Um e O Papa Negro

O homem que enganou o papa
Verdadeira face de Lâmia
Cidadezinha contra deus pagão (ou quase)

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails