terça-feira, 20 de novembro de 2012

Sentinela da TV: ID – Investigação Discovery

A ideia do canal ID (Investigação Discovery) é excelente. 24 horas de documentários, series e filmes sobre crimes reais ou ficcionais.

Na prática é só mais um canal que parece suar a camisa pra arranjar o que transmitir, dando a terrível sensação de que pagamos por refugo dos gringos. Pelo menos o sinal da América Latina é repleto de conteúdo produzido há quase uma década entre muitos outros desleixos.

Há produções interessantes (Dementes, O Diabo A Seu lado, Suspeito Improvável, etc.), mas assisti-los é um martírio dantesco. A cada poucos minutos de conteúdo é preciso encarar longos minutos de intervalo.

Intervalo composto por infinitos comerciais do mesmo produto (uma certa pasta de dente) e inúmeras chamadas para outros programas da casa. Sempre, ad nauseam, eternamente as mesmas chamadas.

O ID ainda recheia as pausas com Vídeos Incríveis, os mesmos quatro ou cinco exibidos dezenas de vezes por dia, centenas de vezes por semana, provável que milhares ao mês. Alguns destes “vídeos incríveis” é material comprado do SBT, produzidos no tempo do Aqui Agora!!!

O policial carioca disfarçado de cinegrafista que salvou uma refém, explosões de fogos de artifício no subúrbio de São Paulo. Dos estrangeiros tem a moça que esqueceu as chaves de casa e tentou entrar pela chaminé, ficando entalada, o bandido também entalado na coifa de uma lanchonete, o xicano que reagiu a um assalto registrado pela câmera de segurança ... Até já decorei a narração disso tudo!

Tirando os documentários e séries documentais o canal de “crime e suspense” também exibe filmes longa-metragem. Poderíamos esperar Hitchcock, cinema noir ou, por misericórdia, qualquer coisa que tenha relação com a proposta do ID.

Mas são produções aleatórias! Pode passar tanto As Panteras quanto Gladiador ou a aventura A Múmia (Parte um, dois, três, quatro?). Tanto faz! Filmes que se encaixariam no History, mas que perdem qualquer sentido ali.

As Panteras (o primeiro e o segundo) ainda tem a sorte de ser o preferido dos programadores de vários canais. Pode ser assistido tanto no ID quanto Sony ou no AXN (se não me falha a memória).

Quando conheci o ID vi que passaria o seriado 70’ s As Panteras, aquele em que três lindas garotas resolvem crimes. Esperei ansioso chegar ao horário pra matar saudades, mas na verdade era erro do guia eletrônico, tratando-se da película ultra reprisada e que nada tem de detetivesco.

Se filmes são evidentes tapa buraco na programação, os seriados não ficam muito atrás. Temporadas do Dexter dos idos em que a Rita ainda enchia a nossa paciência, já mostrados até em canal aberto, disponíveis em DVD.  Pra quê?

 Investigação Discovery tem poucos meses de vida, mas padece do mesmo problema de outros canais antigos, atrelados a pacotões de majors. Parece programado por algum macaquinho recusado nos testes da NASA, tamanha despreocupação com a lógica do que é exibido.

[Ouvindo: Nippon no Sugao - Tomita]

4 comentários:

Leticia disse...

Difícirrrr! Se até você, que tem um interesse peculiar, se enche, imagina eu que não tenho quase nenhum? Tenho um pacote menor que o do meu pai, porque o dele é HD, e minha TV te uns dez anos e assis e arrastará até o fim. Em todo esse tempo, jamais tive a sedução de ir lá no pai ver alguma coisa que não tenho aqui. Primeiro porque sofro dessa decepção de que você fala. Segundo que - não sei se você já notou - 80% da programação vip fica em rodízio com a programação dos pobres. Inúmeras vezes caio mesmo na Globonews e pronto.

Miguel Andrade disse...

Letícia, mesma coisa comigo. Acabo parando no Globo News...

E a preguiça de estar zapeando num canal que tem a versão em HD no número 500 e sei lá quanto e ir até lá, só por mais algumas linhas de resolução?

Curioso que canais como Sony, Warner, mantêm o gosto de coisa que flui, enquanto os os outros tem sabor de coisa passada, mera TV de rodoviária com alguém dando o play nas fitas.

Estranho mais ainda que após décadas isso não tinha sido resolvido. Muito pelo contrário, continuam surgindo canais mortinhos como o ID.

Leticia disse...

É só pra impressionar, tipo "tenho 962 canais". Ficam todos no rodízio das msas coisas, e pior, me recuso a ver "reportagens" de aberrações na Colômbia com cara de anos 90. Eu mudo mesmo, acho uma pu_ta falta de respeito.

Descobri unzinho legal, Investigação não sei o quê - "Investigação crinimal", no A&E, com explicações muito bem dadas, cheias de detalhe, sobre os nossos crimes escabrosos. Eu adoro isso - ainda mais depois que passou -, mas sei que não é todo mundo que curte. Mas eu prefiro o trash real aos vampirinhos para adolescetes gordas.

Miguel Andrade disse...

Letícia, EXATAMENTE a mesma coisa aqui. Então, o ID seria teoricamente um canal só pra isso. Mas na prática é uma encheção de linguiça dos diabos!

Related Posts with Thumbnails