terça-feira, 11 de setembro de 2012

Tentativa de suicídio na primeira página

E vai me dizer que adianta ser famosa, ruiva, rica e bonita se você não pode nem tentar cometer um suicidiozinho sem que isso seja amplamente noticiado? Pobre Susan Hayward!

Teve sua desgraça espalhado aos quatro ventos. Por que uma coisa é alimentar revistas de mexericos, outra é virar manchete de jornal com notícias desagradavelmente sérias em letras garrafais.

Quando me deparei com essa capa do “The San Francisco News” pensei que fosse coisa de tabloide. Ou um azar dos diabos por ter tomado uns espumantes a mais com nebutal a mais num dia de pautas fracas.

Uma googlada de nada e chego à capa do “The Detroid News” de 26 de abril de 1955. Não foi manchete principal, mas teve destaque suficiente pra ela tentar de novo assim que recobrasse a consciência.

Até aqui no Brasil! No dia seguinte a Folha da Manhã (atual Folha de São Paulo), mais polida, noticiou num boxe da capa (veja na imagem ao lado) que a atriz foi hospitalizada com urgência após policiais a encontrarem desacordada em casa.

A causa teria sido a turbulenta separação do primeiro marido, o também ator Jess Barker. Os dois brigavam na justiça pela guarda dos filhos gêmeos que estavam com 10 anos.

Naquele ano Susan Hayward estrelou Chorarei Amanhã (I'll Cry Tomorrow de Daniel Mann), papel que lhe valeu sua quarta indicação ao Oscar. Qualquer dramalhão nas telas era fichinha perto de sua vida privada.

A primeira imagem é um oferecimento LUVA DRINNEN, a terceira A Certain Cinema

Veja também:
O Crime que abalou Hollywood´
Imitação da arte: Calvário da filha de uma estrela


[Ouvindo: Private Psychedelic Reel – The Chemical Brothers]

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails