terça-feira, 25 de outubro de 2005

A Marcha do Imperador



E até que demorei a me aventurar na plataforma Linux! Tô escrevendo este post naquele Kurumin, a versão que roda diretamente do CD. Lembra, há algum tempo atrás, quando o governo proibiu uma lista enorme de remédios e entre eles havia um certo Virgin Again? Pois é! É exatamente assim que me sinto longe do Windows!!! Ou quando se muda de casa e não se sabe direito o que está onde, e se passa meses a fio apertando o interruptor errado. Pra você ter uma idéia, estou salvando no disquete (uma das coisas que mais odeio neste planeta, após a invenção da calcinha secando na torneira do chuveiro), porque simplesmente não consigo salvar no HD. Dá ao mesmo tempo um gostinho de rebeldia, não só por toda utopia em torno deste sistema operacional, mas também por não me sentir só nas mãos de uma mega-ultra-empresa como a do senhor Bill Gates. Tipo, deu pau? É só colocar o disquinho no drive e shazam! Esta versão é bonita, coisa e tal, e mal fucei ainda em todos os beriguinaites, mas já deu pra ver que pelo menos os joguinhos dão de 10 nos da Microsoft. Putz, entra versão, sai versão e lá é sempre a mesma coisa!!! Desde o finado Matusalém, um Windows 95, depois o Júnior era 98, e os jogos sempre os mesmos. Quando veio a plástica do XP, o quêêêê? É a primeira coisa da qual me livro. Agora no atual Bruce com o Service Pack 2 fui correndo ver e lá estava a mesma paciência. Paciência! Aqui é tudo meio chupado da Nintendo, troca-se o Mario (Que Mario?) pelo Pingüin, mas são bonitos. O que me faz falta é meu Photoshop, Flash, meu ACDSee, Winamp... E todos os outros aplicativos que, se um dia tiver que viver em uma ilha deserta, são eles que levo! Claro que se lá tiver energia elétrica...


[Ouvindo: Erasure - Voulez Vous]

sábado, 22 de outubro de 2005

De Salto Alto



E falando (vide post anterior) em rebotalho e suas cafonices, essa gente mega ultra colorida meteu o pé de vez na informática, né? Colam sticks das Meninas Super Poderosas ou Hello Kitty no monitor. Ou pior, imã de geladeira na CPU!!! Antes de ir para uma festa 80's, deu uma olhadinha no horóscopo do iG, aliás, se conectou pelo iG e, na pior das hipóteses, possui e-mail iG ou Bol. Usa Internet Explorer pela metade, já que de tanto clicarem em qualquer pop-up (hun?), está cheio de barrinhas "úteis" que infestaram há muito tempo seu PC com spyware. Aliás, tente explicar a diferença entre vírus e spyware... E aqueles e-mails bem legais informando de um novo e apavorante vírus, repassado por aquela amiga super hiper mega confiável? Melhor! E-mails com animações em Power Point, piadinhas, pedidos de ajuda duvidosa e correntes em geral! Se tiver a infeliz idéia de se firmar no Cyber Space (ok, bate-papo Uol ou Terra cansa, né?) terá um flogão, um flog, e no orkut sairá correndo atrás de centenas de pessoas, mesmo sem as conhecer, para ser aceito como amigo. Lá entrará em comunidades do tipo odeio tal coisa, amo tal coisa, e inundarão os scraps alheios com as maiores inutilidades possíveis. Se aderir ao mundo blogger, possuirá um layout chupado de sites que também dão bonequinhas fofas, gifs animados (!!!), reloginhos e um monte de códigos Java para enroscar navegadores de desavisados. Nem vou me repetir citando os comentários do tipo "Um beijo! Visita meu blog também!", né? É só esperar um pouco, logo logo ele cansa a beleza e adere à nova febre (sempre 40°) da Internet nos deixando em paz. Teve um tempo em que o ICQ dominava. Hoje é tão xiqui a gente dar um oi pra turma no Menssegér. E isso não basta! Se, em vez do próprio nick, usar uma frase bíblica ou uma obviedade qualquer com smiles, é show também. É 10! Será que eles já sabem o que é MP3 para poderem baixar pagode, sertanejo e tema de novela? Parece que a vida por aqui era mais fácil quando eles riam assistindo a Praça é Nossa e não o Humortadela, caçavam o par ideal enquanto se esbaldavam com cajuzinhos freqüentando festas regadas a muita FM ao invés de chats, ou passeavam por aí com o som do carro a todo volume ouvindo SSSC, SSSC, SSSC... Eu hein, Rosa! Os tempos são realmente outros...


[Ouvindo: Tavares - Heaven Must Be Missing An Angel]

domingo, 16 de outubro de 2005

A Rosa Púrpura do Cairo


E passaram-se 3 anos desde o primeiro post. Aliás, 3 anos e 2 meses, né? E o contador ali embaixo vai muito bem obrigado. Estaria sendo ridiculamente falso se te falasse que nem qüén pra ele. Aliás 2! Não compre um carro usado de alguém que fale que não liga para um contador de visitas. Também não compre um DVD Gradiente. O meu deve ser demo ou estar com ele. Tem vida própria. Nem coma no Habibs. Nem desmate as florestas, alimente os pombos, ou deixe de separar seu lixo! Mas blog é o quarto onde expomos aquela coleção de vinil tão bacana e que algumas pessoas vão morrer de inveja, outras sacanas pedirão emprestado (ou simplesmente surrupiarão) e muitas farão vista grossa. E no início foi febre e os comments não eram comments e sim "Oi, passei pra te dar um beijo. Visita meu blog, tá?". Graças a Deus veio o fotolog, e óbvio, estas pessoas abraçaram de peito aberto, dando-lhe alcunhas do tipo flog e flogão. Nada mais povão, né? Pra eles, mais fácil ainda, pra deixar seus cérebros ocupados com coisas do tipo achar o parceiro ideal, chapinhas, etc, surgiu o orkut. Idéia legal, mas de que estou quase caindo fora. Comunidades ocas, e nos scraps aquele tal de clique aqui, clique acolá. E as propagandas? Putz! Esse povo se conecta pra ser escroto? Ser idiota na vida real é fácil, mas se sentar na frente de um PC pra tais façanhas... Enfim, blogs são legais, e não são pra qualquer bico! Criar mais um nunca me passou pela gulliver, sou fiel por natureza, meu bem! Não entendo a obrigatoriedade de colocar comentários sem ler posts, postar apenas pra marcar presença, inúmeros blogs imitando o estilo de terceiros... Por que não fazer isso apenas por prazer? Com prazer não é mais gostoso? Mas enfim, agora deu vontade, e estou achando o máximo ter um outro pra falar apenas da coisa de que mais entendo e gosto neste planeta. E ganha uma maria mole verde oliva quem adivinhar sobre o que é! Ó, vamos fazer tipo o Google, tá? Ainda é beta! O link já está ali ao lado há algum tempo, bem quietinho, porque andei mexendo muito no template, e ainda estou não só nele, mas em todo seu conceito. Pra conhecer, clica aqui. Enquanto tiver gostoso continuo, se der uma parada fui ali comprar cigarro, já volto!


[Ouvindo: Pizzicato Five - Drinking Wine]

sábado, 8 de outubro de 2005

De repente 30


E sobrevivi bonito aos 70, 80, 90! Já não comentei aqui sobre o dia em que o dublador do Seu Barriga foi no programa da Sonia Abrão e, quando mal conseguiu subir um degrau, falou bem-humorado que, se soubesse que ia durar tanto, teria se cuidado mais! E na 4ª série fizemos uma festa dos anos 60. Tombei com os coleguinhas por ter achado em uma farmácia legítima brilhantina Gessy! Depois chorei por quase 2 meses quando ela não saía do meu cabelo e minha mãe quase me espancou por ter que trocar as fronhas todo santo dia. Nos 90 foi a vez dos embalos de sábado à noite voltarem ou serem revividos. Era extremamente cool ter um sapato plataforma. Bem, acabou descambando pras festas do ridículo ou do brega, no que nunca vi muita graça mesmo. Sempre que tinha festa, lá ia o povão correr pro brechó mais fulô que encontrasse e ponto! Well, o que essa gente faz hoje em dia? Celebra o que teve de pior nos 80! E espero não estar neste planeta quando se valorizar o que apareceu nos 90. E Carla Perez será cult, bundinhas rebolativas a poucos centímetros de bocas de garrafas serão enfim reverenciadas pelos mesmos apedrejadores. E a festa que não tiver uma acirrada disputa de sabonete dentro de uma banheira será um flop absoluto!


[Ouvindo: Chico Buarque - Caçada]

segunda-feira, 3 de outubro de 2005

Desventuras em Série


Parafraseando aquele chato que diz que de perto ninguém é normal, completo que de longe também... 22 horas, cansado, voltando pra casa, puxo a cordinha do ônibus. Triiiiiiiiiiim, e o motorista pára na hora o veículo e diz: Alô? Vou ao boteco da esquina comprar um mísero chanã: Por favor, vê um Hollywood. E não é que o sujeito pega um maço e fica olhando pra ele? Dá pra rir? E primo do post no blog do Junior, o já clássico contraversor do bom gosto no mundo bloguístico (link ali ao lado), em que ele reproduziu um diálogo com uma amiga e depois comparou as fases de sua vida às fases da carreira da Madonna (!?!?), ouvi certa dama no ponto do ônibus, proseando com um cavalheiro de finesse semelhante: "O que eu mais queria nesta vida, porra, é achar um macho, bem macho, que me proibisse de sair por aí dando a boceta! Dar a boceta pra ganhar a vida é foda". Fina, né? Certamente chegou de Paris ontem. Ainda nem deve estar acostumada com o fuso... E o pai de um amigo, vendo as chamadas da nova novelinha das sete : "Ney Latorraca bichona! Ele é que devia aparecer vestido de mulher!" E na aula, após longa explicação sobre bits, bytes, perguntei se havia alguma dúvida. Lá no meio uma garotinha de cara angelical ergue o braço, e muito séria: "Professor, o senhor acha a Déborah Secco bonita?" O que menos nos falta neste mundão de Deus é quem cheire a cola e lamba a lata...


[Ouvindo: Edith Massey - Big Girls Don't Cry]
Related Posts with Thumbnails